MEUS PLAYLISTS FAVORITOS

sábado, 9 de setembro de 2017

Baile de Brotos - Vol.01 - Vários Artistas (2012)

1. Telstar – Mário Gennari Filho - 1963; 
2. Hully Gully do Galinho - Arrelia - 1963; 
3. Jamais Soube Seu Nome – Kleber Satri – 1963 (*); 
4. Cansei de lhe Pedir – Meire Pavão e The Jet Blacks - 1964; 
5. Tristesse – Os Metralhas - 1964; 
6. A Volta do Brôto – Alceli Camargo - 1965; 
7. Os Rapazes Gostam de Saber - Cidinha - 1965; 
8. Bobo de Ninguém – Edson Gray - 1966; 
9. Você me Faz Chorar – The Victors - 1967; 
10. Brotinho Sem Juízo – Carlos Imperial - 1967; 
11. A Catedral (Winchester Cathedral) – Os Falcões - 1967; 
12. Eu Encontrei o Amor (I Found a Girl) – Os Jovens - 1967; 
13. Não Quero Ouvir Falar de Amor – Luiz Keller - 1967; 
14. O Chorão – Os Panteras - 1967; 
15. Namoradinha de um Amigo Meu – Os Falcões - 1967; 
16. Quero Ter Você Perto de Mim – Maritza Fabiani – 1968; 
17. Hello Mona Lisa – Santos Dumont - 1969; 
18. Que Vale a Vida Sem Amor – Luiz Airão - 1969; 
19. Eu Sou um Rock’n Roll – Kleber Satri – 1970 (*); 
20. 16 Toneladas (Sixteen Tons) – Noriel Vilela - 1971; 
21. Um Grito no Além – Edson Gray – 1972 (*); 
22. Sempre lhe Direi – Wanderley Cardoso - 1974; 
23. Aliança – Sara Sally Sarinha – 1974 (*); 
24. Olhando Estrelas (Look For a Star) – Gilberto Reis - 1976; 
25. Adriana na Piscina – Garotos de Vida Fácil - 1983; 
26. A Rosa Azul – Ylan Marcel – 2002 (*)

Obs: (*) Gravações Inéditas, não lançadas em disco

"No ano passado ao visitar um feira de colecionadores de discos, recebi de um amigo três discos regravaveis (Cdrws) contendo um material interessante, da época da Jovem Guarda. O que me chamou a atenção era que o material era composto por personagens que não eram considerados a primeira linha da Jovem Guarda e alguns eu nem conhecia. Eram bandas e artistas de gravadoras alternativas e que aproveitaram o momento comercial daquele movimento.

Nessa coletânea, além de algumas músicas inéditas, também há algumas pérolas perdidas de épocas mais recentes, mas que tinham grande influência da época. 
Considerando que o material recebido não tinha nenhuma informação sobre o critério de seleção ou até mesmo a sua respectiva composição gráfica, o blog pesquisou e elaborou uma simples capa, contra capa e lista das músicas e interpretes. 

Acredito que vale pela raridade desse material e também como curiosidade sobre a abrangência e influência da Jovem Guarda" (Autor do artigo: Hedson Sousa Laplaya).



NOTA NOSSA: Pedindo aqui a permissão antecipada ao meu parceiro de longas datas Hedson Laplaya,  estou postando este CD com gravações inéditas não lançadas em disco, denominado "Baile de Brotos", cujo trabalho de compilação inclui músicas antológicas gravadas por vários artistas brasileiros, principalmente nos anos 60 e 70. Confira as músicas na contracapa acima.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...